Pesquisa

Raio-X dos setores de comunicação das universidades federais

Pesquisa apresenta quadro geral dos servidores que atuam na comunicação – Série “Transparência, Informação e Comunicação nas Universidades Federais”

Publicado originalmente em cristianoalvarenga.com em 19/03/2017   raioxcomunicaNa última publicação da série “Transparência, Informação e Comunicação nas Universidades Federais” o tema é a estrutura de recursos humanos das instituições. newbalance 2018 newbalance 2018 A pesquisa apresenta o quadro de profissionais de comunicação que compõem os setores de comunicação e qual o perfil dos líderes destas equipes. new balance 2018 pas cher nike mercurial O estudo foi fundamentado apenas em servidores efetivos e eventuais cargos comissionados nas funções de chefia. nike air max 2016 Assim, os dados não apresentam a quantidade de estagiários e funcionários terceirizados ou vinculados às fundações. timberland soldes São apresentados os números de profissionais que habitualmente compõem os setores de comunicação, no entanto, a ênfase da pesquisa está restrita a três cargos: 1) Jornalista; 2) Relações Públicas e; 3) Publicitários. moncler A intenção é apresentar um quadro geral de presença destes profissionais, contribuir para evidenciar eventuais lacunas e amparar possíveis ajustes na distribuição das equipes. moncler pas cher

A pesquisa foi organizada pelo jornalista Cristiano Alvarenga e foi fundamentada em informações disponibilizadas no Portal Brasileiro de Dados Abertos e nos sites institucionais das universidades. timberland chaussures moncler pas cher nike tn 2017 Moncler doudounes femmes Jornalistas são maioria Das 63 instituições pesquisadas apenas a Universidade Federal do Cariri (UFCA) não apresenta profissional cadastrado no Portal Transparência, isso porque muitos servidores ainda estão vinculados à Universidade Federal do Ceará (UFC), apesar de exercerem a atividade na UFCA. roshe run nike pegasus Os jornalistas são maioria absoluta, com 81,5% das vagas em comparação com Relações Públicas (13,8%) e Publicitários (4,7%). nike free pas chers Essas três áreas totalizam 465 vagas. canada goose Considerando outros profissionais vinculados à área de comunicação o número chega a 1.022. nike air max 90 femme ugg classic Basse Os dados demonstram que as equipes de comunicação estão incompletas em grande parte das instituições. nike air max flyknit 2017 Apenas 15 universidades federais, por exemplo, possuem o cargo de Publicitário. nike air max 97 canada goose pas cher puma sneakers Já o Relações Públicas está presente em 34 das 63 instituições pesquisadas.Em relação aos jornalistas, há pelo menos um em cada universidade. puma pas cher Apenas 11 universidades possuem os três profissionais (Jornalista, Relações Públicas e Publicitário) no quadro de servidores. nike magista pas cher Em quatro instituições a comunicação se restringe a somente um profissional (jornalista). doudoune femme moncler ugg australia timberland homme vente privee ugg A deficiência no quadro pode ser explicada pela possível existência de funcionários terceirizados ou de fundações que não foram objeto de análise nesta pesquisa. De qualquer forma os dados apontam para a necessidade de investimentos na área. chaussures puma pas cher Federal do Ceará lidera no número de profissionais A Universidade Federal do Ceará (UFC) é a instituição que possui mais profissionais das três áreas da comunicação analisadas na pesquisa com 29 profissionais, sendo 27 jornalistas, um relações públicas e um publicitário. Cabe ressaltar que neste número estão incluídos os servidores da UFCA, conforme explicado anteriormente. A Universidade de Brasília (UnB) e Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) contabilizam 24 profissionais. magasin uggs pas cher bottes timberland pas cher ugg soldes 2018 canada goose pas cher Completam a lista das cinco instituições com mais servidores efetivos na área de comunicação a Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), com 23, e Federal de Minas Gerais (UFMG), 22. Quatro universidades possuem apenas um servidor de comunicação. asics prix ugg boots Fazem parte desta lista as federais de Alfenas (Unifal), do Amapá (Unifap), do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) e Rural de Pernambuco (UFRPE). ugg pas cher nike magista Eles têm um jornalista no quadro funcional. ugg classic Basse ugg pas cher Setores de Comunicação A pesquisa também identificou o perfil dos setores de comunicação. nike running homme nike air max homme Foram coletadas informações nos sites institucionais e obtidos dados de 52 universidades federais. ugg australia pas cher asics en ligne timberland femme pas cher A nomenclatura é o primeiro item destacado. A maioria, 47%, adota o termo “Assessoria de Comunicação”, no entanto, há diversidade de terminologias. puma 2018 basket timberland chaussures moncler pas cher Coordenação (19,6%) e Secretaria (11,7) e Diretoria (9,8%) são os termos mais utilizados. tn requin pas cher pour femme Entre as chefias dos setores de comunicação há uma distribuição equivalente quando o assunto é o gênero. nike kwazi As mulheres representam uma pequena maioria com aproximadamente 51%. Em relação à carreira, a maioria dos líderes de equipe são professores (54,9%). Já entre os 41,1% dos técnicos que ocupam funções de chefia, os jornalistas são maioria. canada goose pas cher air max thea pas cher Acompanhe todos os dados nos gráficos abaixo. puma 2018 pas cher  

  Esta publicação encerra a série “Transparência, Informação e Comunicação das Universidades Federais” que foi disponibilizada conforme cronograma abaixo. tn nike Em breve será divulgado o e-book com os dados completos da pesquisa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *